O isolamento social é uma das medidas adotadas para evitar o contágio pela COVID-19 pelo mundo todo. Mas não é novidade que a prática pode ter consequências psicológicas graves para uma parte da população que vive um momento totalmente novo e desconhecido.

Os relacionamentos interpessoais que cultivamos influenciam diretamente em nossa personalidade, opiniões e humor. Quando o isolamento ocorre, essa troca deixa de acontecer e a pessoa isolada se tranca em sua própria mente.

Geralmente, este comportamento se manifesta em dois cenários. O primeiro é no silêncio. Gradualmente, a pessoa vai deixando de frequentar os locais que antes considerava agradáveis e perde o contato com amigos e colegas.

Quais as consequências que iremos enfrentar?

As consequências imediatas desta situação são as que já sabemos, mas o problema é se manter nesta condição após o fim do isolamento. Neste momento a maioria dos indivíduos já se está a consciencializar da realidade, em que o medo e o pânico se está a instalar na sociedade. Mas e depois?

As alterações no sono ou nos padrões alimentares serão muito comuns ao fim do isolamento, bem como uma dificuldade de se concentrar, a piora dos problemas crônicos de saúde e o maior uso de álcool, tabaco ou outras drogas e vícios, como compras online e outras compensações por meio de pequenos prazeres que ajudam a enfrentar o isolamento.

Além disso, o pânico, as incertezas e o medo do desconhecido e das próprias relações são fatores determinantes para tornar o retorno ao “normal” ainda mais difícil. Entra nisso o medo de morrer, de perder pessoas próximas, de não conseguir retomar à rotina e do que pode vir a seguir. E para quem já sofre de depressão ou outras doenças, isso fica ainda mais grave.

Os cuidados rigorosos com a saúde física são fundamentais e podem determinar consequências futuras. Mas, nesse momento, também é essencial o cuidado com a nossa saúde mental, para termos capacidade para atravessar esse período sem grandes traumas.

Estamos todos em um período muito difícil, mas é preciso se apegar ao presente e que tudo isso que está acontecendo é necessário. Pode ser hora de rever conceitos, rotina, cuidados e preconceitos. Mudar e entender há luz no fim do túnel deste isolamento social e que pedir ajuda se necessário, tornam as coisas mais fáceis.

Deixe seu Comentário

Sobre mim

Dr. José Dircksen é um profissional que atua no ramo de atividade de Psiquiatria e Medicina Psicossomática.

Horário de Atendimento

Seg - Sex: 8.00 am - 6.00 pmSábado: 10.00 am - 3.00 pmDomingo: Sem atendimento

Contatos

Telefone: (47) 3521-0289R. Roberto Kock, 621 - SumaréRio do Sul - SCVeja mais