Sentir ciúmes é uma emoção considerada normal, mas em alguns casos, essa emoção torna-se patológica quando gera sofrimento tanto para o ciumento quanto para o parceiro. Quando o ciúme causa sofrimento ou abala o relacionamento, podem ser sinais da Síndrome de Otelo.

A síndrome recebeu esse nome inspirado no conto de Shakespeare que se passa na Itália do século XV e narra a história de um general que se convence da infidelidade da esposa. Otelo, o personagem principal da trama, sofre de um ciúme tão intenso que o leva a matar sua esposa Desdêmona.

Pessoas que desenvolvem a Síndrome de Otelo sofrem com um pensamento constante de que estão sendo traídas e enganadas.

Elas ficam tão obcecadas com a ideia da infidelidade que fazem de tudo para encontrar provas que provem que sua desconfiança é real.

O desejo intenso de querer controlar o cônjuge leva a comportamentos como, espionar, examinar celulares, bolsos, agendas e até fazer visitas surpresas no trabalho com o intuito de vigiar as pessoas ao redor.

Começa um relacionamento tóxico…

O relacionamento então torna-se algo insuportável, onde o ciumento está em profundo sofrimento por suas desconfianças e o parceiro (a) não suporta mais ser acusado injustamente.

Começam as brigas, que se tornam cada vez mais frequentes, até chegar em ponto em que o relacionamento se torna tóxico.

É importante diferenciar o ciúme normal daquele que é patológico. Enquanto o ciúme normal é transitório e não altera o comportamento de quem o sente, o ciúme patológico provoca reações emocionais descontroladas afetando drasticamente toda a família e os amigos próximos ao casal.

Infelizmente a busca por ajuda muitas vezes é adiada pelo forte preconceito e estigmas em relação à problemas de saúde mental.

O indivíduo não quer aceitar que as ações estão fora de controle, muito menos ser taxado como “problemático” por conhecidos.

Mas com a ajuda profissional, a pessoa aprenderá a controlar os impulsos e o ciúme, recuperando a sanidade e serenidade pessoal, consequentemente a harmonia de sua relação.

Entre em contato comigo pelos contatos deste link e agende uma consulta.

Deixe seu Comentário

Sobre mim

Dr. José Dircksen é um profissional que atua no ramo de atividade de Psiquiatria e Medicina Psicossomática.

Horário de Atendimento

Seg - Sex: 8.00 am - 6.00 pmSábado: 10.00 am - 3.00 pmDomingo: Sem atendimento

Contatos

Telefone: (47) 3521-0289R. Roberto Kock, 621 - SumaréRio do Sul - SCVeja mais